Castilho

Jovem castilhense desempregado vende doces nos semáforos de Três Lagoas

lateral 1

Hélio Carlos Antônio Bonfim, de 22 anos, casado, foi visto na manhã de quarta-feira (13) próximo a um semáforo no cruzamento das Avenidas – Eloy Chaves e Olyntho Mancini, por Edgar Corrêa Filho, colaborador do Grupo Agitta Comunicações.

De acordo Edgar, o rapaz estava vendendo doces e balas, segurando um cartaz com a seguinte frase: “Ajude a salvar meu coração”. Corrêa, não pensou duas vezes, e foi conversar com o jovem para saber o porquê da confecção do cartaz e como poderia ajudá-lo.

Comentou que o rapaz foi bastante solícito a sua abordagem e respondeu todas as suas perguntas. Hélio Carlos Antônio, disse que reside em Castilho (SP), e que arrumar emprego está muito difícil, que tem família e que precisa provê-la.

Durante a breve conversa, ele revelou ter um problema cardíaco (insuficiência mitral), e possuir CNH categoria ‘D’, curso Mopp (produtos perigosos), que ele que tem deixado inúmeros currículos, em várias empresas, agências de emprego, porém sem sucesso.

Sobre estar vendendo balas e doces no semáforo sendo muito jovem, Hélio Carlos Antônio, disse que não ter vergonha, pois ele está trabalhando dignamente.

Questionado por Edgar quanto a reação das pessoas que passam pelo local, ele disse que são na maioria positivas, mas que existem pessoas que zombam e até o agridem verbalmente, que ele se entristece, porém volta a trabalhar, e enquanto ele não arrumar um emprego ele continuará vendendo doces pelas suas de Três Lagoas.

Fonte: Hojemais Três Lagoas/Aurora Villalba

1573661929_87847

Comente

Mais vistos

To Top